Lançamento! Dê mais sabor à todos os seus pratos: Conheça meu novo Guia Completo de Temperos e Especiarias.

Tipos de Batatas (Tubérculos) e Raízes e como e onde usar

batatas

A batata inglesa, o rabanete e a batata baroa, são exemplos de tubérculos. Já a batata doce, a cenoura, a beterraba, o aipim e o inhame, apesar de parecer com os tubérculos, pertencem ao grupo das raízes.

A Batata é um tubérculo comestível riquíssimo em amido, um carboidrato com 86 calorias em 100g. Originária das Cordilheiras dos Andes no Chile, já era cultivada a 8 mil anos antes de ser descoberta e levada pelos colonizadores europeus para o mundo, hoje é conhecida e o quarto alimento mais consumido no mundo inteiro em diversas receitas, muito popular frita ou em purês.

A batata possui pouca gordura e é rica em vários micronutrientes, especialmente vitamina C, quando consumida com a pele, uma batata de cerca de 150 gramas fornece quase a metade da dose diária recomendada. A batata é também uma fonte moderada de ferro, e a vitamina C promove a absorção do mineral. O tubérculo é, ainda, uma fonte básica das vitaminas B1, B3 e B6 e minerais como potássio, fósforo e magnésio, além de conter fibras e antioxidantes, que previne as doenças relacionadas ao envelhecimento.

O valor nutritivo de uma refeição contendo batata depende dos outros componentes e do método de preparação. Por si só, a batata não engorda (e a sensação de saciedade que vem do consumo da batata pode ajudar a controlar o peso.). Uma vez que o amido no tubérculo cru não pode ser digerido pelos humanos, eles são preparados para o consumo através do cozimento (com ou sem pele), fervendo ou fritando. Cada método de preparação altera a composição de uma forma diferente, mas todas reduzem a quantidade de fibras e proteínas, durante o preparo da batata na água ou óleo, destruição pelo calor ou mudanças químicas como a oxidação. A fervura, que é o método mais comum de preparação por todo o mundo, causa uma perda significativa perda de vitamina C, principalmente se estiver descascada, então sempre mantenha a casca para cozinhar. Para a batata frita, fritar por um curto período de tempo em óleo quente resulta na alta absorção e reduz drasticamente a quantidade de minerais e de ácido ascórbico. Em geral a perda de vitaminas durante o cozimento é menor, a única exceção é a vitamina C, por causa das temperaturas mais altas. (Fonte: Wikipédia)

Para manter a concentração de glicoalcaloides baixa, é necessária a conservação em um ambiente escuro e fresco. Caso contrário, a batata torna-se esverdeada por causa do aumento da clorofila, que indica níveis mais altos de solanina e chaconina. Esses compostos não são destruídos com o cozimento e por isso é essencial a remoção das áreas esverdeadas e remoção da pele antes do cozimento para assegurar a ingestão segura do alimento. Uma única batata, se estiver esverdeada, pode conter uma dose perigosa dessas substâncias.

Como a batata é rico em carboidratos, não pode ser consumido com outros alimentos como pão, macarrão e arroz, que também possuem alto teor de carboidratos, sempre consuma esses alimentos em refeições separadamente. Misture ela a mais nutrientes preparando um purê com legumes como cenoura ou brócolis, ervas frescas.

Existem vários tipos e cores, vou te ensinar alguns detalhes de algumas mais consumidas no Brasil e como utilizar corretamente em cada preparo.

Batata Ágata ou Batata Branca

Batata Inglesa Ágata

A batata mais indicadas para sopas, cremes, saladas e maioneses (Salada de Maionese), evite fazer frituras pois esse variedade é rica em água então sua fritura vai ficar encharcada de óleo e mole.

Batata Asterix ou Batata Rosa

Batata Asterix

A Batata Asterix ou Rosa como é conhecida é mais indicada para fritar, pois contém mais amido e menos água, ideal para fritar, fazer purês e nhoque. (Escondidinho de Batata, Nhoque)

Batata Doce, Branca, Laranja, Amarela ou Roxa

Batatas Doce

Apesar de não ser da mesma família das batatas é muito consumida, além de ser mais nutritiva que as batatas normais, são muito saborosas. É indicada para quem faz dietas, diabéticos, obesidade, pois controlam o apetite e tem um baixo nível glicêmico, isto é, seu açúcar é absorvido lentamente.

É rica em vitaminas B1, B3 e B6, cálcio, ferro, fósforo, água e vitamina A, sendo uma ótima fonte de betacaroteno, que tem ação antioxidante e ajuda na prevenção de certos tipos de câncer.

Podem ser feitas, cozidas, assadas no forno, direto na brasa (basta envolver em papel alumínio), fritas, em purês, sopas, cremes, caldos. (Batata Doce Assada)

As folhas e brotos da batata-doce são comestíveis após breve cozimento, sendo saborosas e nutritivas, constituindo verdura de produção facílima e abundante.

Batata Yacon

Batata Yacon

É uma batata levemente adocicada e com baixo índice glicêmico, é conhecida como a batata dos diabéticos. Além de alimento funcional é empregada no tratamento de colesterol alto e da diabetes, pois os tubérbulos contém frutano, tipo de açúcar não absorvido pelo trato digestivo.

Pode ser feita crua (saladas) basta retirara a casca ou cozida, purê, assada, é encontrada em forma de farinha onde pode se fazer massas e pães. Só não deve ser frita.

Batata Baroa ou Mandioquinha

Batata Baroa

Essa batata é maravilhosa, além de um sabor adocicado e super aromática, pode ser feita cozida, em purês, nhoques, sopas, cremes, chips.

É uma refeição leve, de fácil digestão, por isso é recomendada para crianças, idosos e pessoas em recuperação de alguma doença ou cirurgia. 

Muito nutritiva, com cálcio, ferro, magnésio, manganês, fósforo, potássio, cobre, zinco, vitamina C e muito mais, tem um cozimento rápido com casca ou sem.

Inhame

Inhame

Deve ser cozido com a casca, ideal para fazer purês, nhoque, sopas, cremes.

Além de muito nutritivo é pouco calórico, ideal para dietas.

Aipim, Mandioca, Macaxeira

Mandioca

Ideal comer ele cozido, frito (cozido), ralado cru em bolos (Mané Pelado), Purês, sopas, cremes (Caldo de Mandioca), caldos (Bobó de Camarão).

É um alimento muito saudável e sacia a fome por mais tempo. Mas cuidado com a quantidade: 150g de aipim têm cerca de 180 calorias. Possui minerais como cálcio, magnésio, fósforo e potássio. 

É um alimento muito versátil, é encontrado em vários formatos, Raiz, Sagu (Sagu de Vinho), Granulado, Tapioca, Farinha, Beijú, Tucupi (caldo da mandioca Brava).

Beterraba

Beterrabas

A beterraba é recomendada para tratar a anemia, devido à riqueza em ferro e ácido fólico. As folhas de beterraba semelhantes às folhas do espinafre, ambas são utilizadas na culinária e são fontes de vitaminas e não devem ser descartadas.

O melhor é consumi-la crua, ralada, em salada. Se preferir cozinhar, a sugestão é cozinhá-la inteira, com casca e com 5 cm do talo, acrescentando duas colheres de vinagre ou açúcar na água para que mantenha intacta a cor vermelha. Quando consumida junto com a cenoura tem ação na regulação hormonal.

Pode ser consumida, crua, cozida, assada, em massas (Panqueca de Beterraba), em sucos, como corante natural (Maçã do Amor).

Cenoura

Cenouras

A cenoura é rica vitamina A que ajuda no desempenho dos receptores da retina, melhorando a visão. Também ajuda a manter o bom estado da pele e das mucosas.

As cenouras são consumidas cruas, raladas, picadas, em saladas (Salada de Cenoura) e também cozidas (Cenoura Agridoce) em sopas e refogadas, em doces (Brigadeiro de Cenoura) como bolos (Bolo de Cenoura) e sucos. As folhas são comestíveis, podem ser usadas em sopas, caldas, tortas, refogadas.

Conclusão

Gostou dessas dicas então curte e compartilhe para mais pessoas saberem sobre esses tubérculos maravilhosos e ainda existem outras variedade que você pode conhecer e se aventurar aí na sua cozinha fazendo pratos deliciosos e muito nutritivos, comida de verdade!

Bora Provar!